«

»

Apr 26

Print this Post

APOO – Análise e Projeto Orientado a Objeto

Quando vamos começar um projeto o normal em nossas cabeças é, vamos abrir a IDE e vamos codificar.

Na verdade o início deve ser bem diferente disso.

Muita gente vai falar, para começar um projeto, devemos, definir o escopo do projeto, fazer a Análise e a documentação do projeto. Modelar o banco e aí sim, programar.

Está certo, mas quando chega na mão da Arquitetura de Software começa uma nova etapa de Análise antes de os códigos propriamente ditos serem digitados.

Existe outro tipo de Análise, que na verdade não para aí, se une ao projeto de software. Esse processo, se é que podemos chama-lo assim se chama APOO (Análise e Projeto Orientado a Objeto). Isso é matéria de faculdade em algumas universidades.

Quando iniciamos nossos projetos por essa Análise e pelo Projeto, encontramos enquanto ainda está no papel, alguns problemas que facilita aos arquitetos definirem que Design Pattern vão usar, quais são os problemas, se irão usar alguma DSL(Domain Specific Language) para tratar dos problemas, se a tecnologia que usamos por padrão realmente vai servir para o projeto e quando chegar nas mãos dos desenvolvedores, o projeto vai fluir melhor.

Ao trabalhar com APOO:

Permitimos que a Análise modele os problemas e ajuda a definir as atividades necessárias para entender o domínio do problema (o que deve ser feito). É uma maneira de investigar melhor o andamento do projeto.

O Projeto: Modela a solução e define como será implementado toda a resolução dos problemas encontrados pela análise.

Ao fazer toda a Análise, estamos garantindo informações que trarão uma visão mais clara do projeto ao cliente, já que essa análise deve ser feita focada na documentação obtida em entrevista com o cliente ou usuário da futura aplicação.

O projeto por outro lado, será útil para os programadores, que terão detalhes mais claros de suas atividades, tornando o processo de desenvolvimento mais rápido e claro.

Para fazer esse processo, deve-se pensar de forma Orientada a Objetos, e empregar uma perspectiva de Objetos, Entidades, coisas, conceitos.

O que vemos por aí, é muitas vezes as equipes de arquitetos discutindo problemas durante o desenvolvimento em tempo real, o desenvolvedor informa o problema encontrado e para-se o processo de desenvolvimento para achar uma solução. Quando deveria ter sido feito ao contrário, e o desenvolvedor não pararia nesse problema, já que o mesmo nem existiria mais.

Se nossos processos fossem assim, teríamos desenvolvedores mais felizes!

Abraços e até a próxima.

Paulo Teixeira
Post original

 

Permanent link to this article: http://ensina.me/coldfusion/apoo-analise-e-projeto-orientado-a-objeto/

Leave a Reply